A1BA67D6-B7F5-4EE9-B96E-A3C6C6A729C2TIM banca virtual
99BC25CD-9209-40C8-AC3C-7870EBF636C3

Publicado em 22 de julho de 2021

Brincadeira de gente grande

Designer baiano conta como transformou o amor por costura e bonecas num negócio promissor nas redes sociais

Lembra daquele tempo em que a brincadeira com bonecas e bonecos permitia criar qualquer história, em qualquer tempo e a imaginação entretinha e divertia? Vestir, calçar, pensar em penteados, criar uma vida paralela como ditasse a vontade... O designer de moda Tarsi Morais (@eutarsomorais), 20, descobriu que essa brincadeira não precisaria terminar tão cedo e ainda lhe renderia seguidores e o sustento. 

Nascia um negócio bem diferente e criativo: a vida de influenciadora digital de um avatar, uma boneca Barbie, que passou a incorporar o alter ego do jovem designer e a responder pelo nome de Carol Sampaio (@eucarolsampaio). O que era uma brincadeira despretensiosa, quase uma reminiscência de infância, quando Tarsi podia lembrar da época em que a avó o ensinou a costurar e a fazer roupas para bonecas, cresceu e apareceu. 

Tarsi Morais contou que o negócio com o avatar Carol Sampaio começou de forma despretenciosa (Foto: Reprodução)

“Até o final desse ano, quero concretizar alguns planos como montar meu ateliê e colocar em prática coleções de roupas para serem comercializadas e não apenas para vestir Carol Sampaio e seus amigos”, contou Tarsi Morais, que foi o convidado do programa ao vivo Empregos e Soluções desta quarta-feira (21) na página do jornal Correio, no Instagram. 

Crescimento digital
Hoje, a personagem tem fãs e seguidores de todas as idades, gerou outros personagens que, assim como ela, possuem personalidade e uma vida agitada que é acompanhada por quase 50 mil pessoas só no Instagram.

Tanta popularidade fez com que o criador descobrisse um nicho de negócio através dos publis feitos para marcas diversas e não apenas para o segmento de moda; das oficinas sobre a confecção de roupas para bonecas e, agora, abre a possibilidade desse designer desenvolver coleções de peças de vestuário para o universo em miniatura das dolls (bonecas) como para as pessoas em tamanho real. 

O plano do designer é comercializar peças de roupas para bonecas até o final do ano (Foto: Reprodução)

Durante a conversa com a especialista em pequenos negócios e consultora Flávia Paixão, Tarsi fez questão de contar sua trajetória que ganhou repercussão, de fato, em 2016, mas que agora, cinco anos depois, cresceu tanto a ponto de Tarsi usar o avatar para exibir suas criações, além de garantir o próprio sustento por meio das publicações de caráter publicitário feitas por Carol Sampaio. “Certa vez, numa aula de marketing digital, ouvi de uma professora que qualquer coisa no ambiente digital pode influenciar, desde perfil de pets até mesmo os avatares”, explicou.

Tarsi fez questão de pontuar que apesar do sucesso, o começo foi difícil e precisou ouvir alguns ‘nãos’. “No início, ofereci parcerias e aceitei permuta para fazer os trabalhos. Aos poucos, o trabalho foi evoluindo e as pessoas perceberam que a atuação com o avatar era alguma coisa profissional. Hoje, trabalhamos com cash e as propostas passaram a partir das empresas e organizações”, comemora. 

Multiplicidade
A pandemia também foi desafiadora para o design e sua personagem, que precisaram criar roupas à partir do que tinham em casa e a buscar cenários domésticos para substituir os passeios da boneca pela cidade. “Apesar da dificuldade, isso me inspirou a criar cenários e construir um cantinho que é dela”, conta.

Tarsi também fez questão de lembrar que apesar da leveza na proposta do avatar, a brincadeira com o universo doll também aborda questões sérias, como a inclusão, por isso mesmo, Carol tem ‘amigas’ que buscam apresentar e discutir aspectos da diversidade, a exemplo da boneca transgênero ou a plus size. “Esse trabalho tem me feito pesquisar muito sobre o universo doll, que ainda é muito restrito. Por isso, busco bonecas usadas e transformo seus estilos”, entrega.

Tarsi Morais enfatizou a importância de ser resiliente e organizado (Foto: Reprodução)

Para quem, assim como ele, acalenta um sonho de começar o próprio negócio, Tarsi é enfático em lembrar que o sucesso é resultado de muito trabalho e, dificilmente, chega fácil ou inesperadamente. “Por isso mesmo, peço que não desistam, tenham organização e disciplina porque nada acontece do dia pra noite!”, finalizou.

Vale lembrar que o programa ao vivo Empregos e Soluções é apresentado às quartas-feiras, sempre às 18 horas, na página do Jornal Correio, no Instagram. 
  

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar a sua experiência

Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa política de privacidade.